Encontro discute proposta para nova campanha territorial de enfrentamento a violência contra às mulheres

Encontro discute proposta para nova campanha territorial de enfrentamento a violência contra às mulheres

02/08/2017

#2017MOC50Anos
#PorumSertaoJusto

O Movimento de Organização Comunitária (MOC) realizou nesse 1º de agosto de 2017 uma reunião com o Comitê Territorial de Mulheres do Sisal para construção da proposta da Campanha de Enfrentamento a Violência contra as Mulheres 2017. O evento aconteceu na Arco Sertão localizada em Serrinha, e foi facilitado pela técnica do MOC Cátia Souza, do Programa de Gênero.

O
 encontro teve como propósito pensar e construir com as mulheres lideranças, a proposta para realização da campanha territorial de enfrentamento a violência contra as mulheres e daí, mobilizar as organizações da sociedade civil e do poder público de cada município para construção de seus planos de atividades a serem realizados durante a campanha.

“O que me trouxe aqui foi a enorme inquietação com relação a crescente demanda de atendimento no CREAS, relacionados aos casos de violência contra as mulheres e que estamos acompanhando atualmente no município. Para mudar esta realidade precisamos realizar atividades mais amplas, envolvendo homens, mulheres, sociedade civil, poder público e a justiça nessa luta”, ressaltou Soraya Vilaronga, assistente social e coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) de Araci.

Araci, Conceição do Coité, Serrinha e Quijingue inseridos no projeto Parceiros por um Sertão Justo, desenvolvido pelo MOC com apoio da Actionaid, estão entre os vinte municípios onde serão apresentadas as propostas para possível adesão e construção do plano de atividades e ações da campanha. O seminário territorial de abertura da Campanha foi agendado para 28 de setembro, em Conceição do Coité e a audiência pública de encerramento está programada para 08 de dezembro de 2017, na Casa Brasil, em Valente.

Segundo a técnica Cátia Souza a reunião foi bastante produtiva “As mulheres lideranças integrantes do Comitê de Mulheres do Sisal aderiram à ideia de se realizar uma Campanha com envolvimento dos diversos municípios do Território e contribuíram na construção da proposta para realização da mesma, entendendo que o envolvimento das diversas organizações sociais e públicas com atuação no Sisal, poderá contribuir significativamente para que a situação da violência seja amenizada”, declarou.

Além do MOC e de representantes do poder público local e de Ichu, participaram do encontro lideranças do Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais (MMTR) de Araci e Retirolândia, do Sindicato de Trabalhadores/as Rurais e da Agricultura Familiar (SINTRAF) de Ichu, Conceição do Coité e Retirolândia, do Coletivo de Mulheres de Ichu e Coité, e representante da Fundação de Apoio à Agricultura Familiar do Semiárido da Bahia (FATRES).

Por:
Maria José Esteves
Programa de Comunicação do MOC