“Juventudes e a Democracia que queremos: um debate Social e Político” foi tema de Seminário realizado no final de semana em Conceição do Coité

“Juventudes e a Democracia que queremos: um debate Social e Político” foi tema de Seminário realizado no final de semana em Conceição do Coité

28/05/2018


O final de semana, dos dias 26 e 27 de maio, foi marcado pelo III Seminário Municipal da Juventude Rural, que trouxe como tema esse ano: “Juventudes e a Democracia que queremos: um debate Social e Político”, contando com a participação de cerca de 200 jovens de diversas comunidades do município, com uma programação repleta de oficinas e palestras sobre Democracia e liberdade, Políticas Públicas para a juventude, protagonismo juvenil, organização produtiva e geração de renda, além das atividades culturais, realizado pelo Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Conceição do Coité (SINTRAF), por meio da Secretaria de Políticas para a Juventude e o Coletivo de Jovens, na Mansão da Paz Pai Bico.

“Juventude que ousa lutar constroi o Poder Popular”. Esse foi o grito de guerra que o técnico do Movimento de Organização Comunitária (MOC) Urias Rios do Programa Água, Produção de Alimentos e Agroecologia (PAPAA) ressaltou na mesa de abertura da qual participou representando a entidade, reforçando a ideia que a juventude precisa se organizar e se fortalecer em busca de um país mais justo e democrático, onde os mesmo tenham direitos, conquistas e oportunidades, de viver com dignidade em suas escolhas, seja no campo ou na cidade. Reafirmando ainda a importância da participação juvenil na construção do Congresso do Povo, um governo popular, que realmente represente o povo. “Nós temos que fazer o presente desse Brasil e é nesse espaço, nesse congresso do povo, que a gente vai ter que entrar e debater juventude com a democracia (...). Então juventude é lutar, é resistir pra gente transformar esse Brasil”, frisou Urias Rios.

O MOC foi parceiro na realização desse Seminário, pois acredita na força, garra e determinação da juventude para construir um mundo melhor e um sertão justo e digno de se viver, que os mesmo tenham mais oportunidades e direitos, por isso incentiva e busca trabalhar no fortalecimento desse público, para que sejam protagonistas de suas vidas no presente e no futuro dessa nação.



Por: Robervânia Cunha