Oficina de produção de peças de comunicação popular aconteceu em Nova Fátima

Oficina de produção de peças de comunicação popular aconteceu em Nova Fátima

24/09/2018

#MOC_PorumSertãoJusto

 

Uma dinâmica do balão sempre ajuda a quebrar o gelo e a timidez de alguma atividade, não é mesmo?  Por isso, que para começar mais uma oficina de Oficina Municipal de Educomunicação e produção de peças de Comunicação com Crianças e a Adolescentes, do projeto Parceiros Por um Sertão Justo desenvolvido pelo Movimento de Organização Comunitária MOC na parceria com a Actionaid Brasil, essa brincadeira foi ideal para soltar muitos risos e se caminhar com tamanha alegria e integração adquirida para todo o dia da última sexta-feira (21) de setembro, no município de Nova Fátima.

 

Depois desse momento interativo e muita prosa sobre os direitos de crianças e adolescentes com imagens espalhadas pelo espaço e diante da realidade de cada um/uma, foram construindo os mapas das comunidades participantes, como Sinuque, Santo Antônio, Alto Bonito II e São Joaquim, justamente apresentando quais dos direitos estão sendo acessados ou negados, com a socialização desses mapas instigou-se a pensar sobre que sinto, vejo e ouço sobre minha comunidade inserida em contexto Semiárido, puxando para questões sobre o que como são veem na comunicação de massa e como realmente acontece, assim como se podem ser apresentadas diante de anúncios do que é bom e denuncia do que anseiam, através da comunicação popular.

 

E falando em comunicação popular, aquelas produzidas, pelas comunidades a partir de inúmeras experiências, conexões e trocas de saberes, que somam na melhoria de vida das famílias do campo, e também oportunizam usar os meios de comunicação alternativos aos quais se tem acesso na tentativa contribuir nas buscas do que faltam nas comunidades rurais no acesso aos politicas públicas como direito. Assim, foi compreendido mais sobre a comunicação também ser um direito de produzir e não apenas de receber, como sobre pautas, peças e meios de comunicação.

 

Por isso, na atividade prática, as crianças e adolescentes pensaram nas pautas e peças e de forma descontraídas apresentaram a comunicação sobre o poste de saúde que não funciona como deveria na comunidade de Sinuque e sobre a alimentação saudável na escola que precisa ser melhorada, para contribuir mais na vida estudantil dos alunos, tudo isso foi apresentado de forma bem criativa por meio de telejornais e programa radiofônico, com arrumação de cenário e muito mais.

 

E desse jeito, nas criatividades, nas prosas, nas brincadeiras crianças e adolescentes aprendem a importância de contribuir com a comunicação popular no desenvolvimento de suas comunidades, sobretudo entendendo melhor sobre seus direitos e no contexto da sua realidade. E com a teia dos sentimentos, levaram para casa, um dia de: “diversão, aprendizados, alegrias, gratidão” e muito mais sobre a oficina.







Por: Robervânia Cunha

Programa de Comunicação do MOC - PCOM