O X Intercâmbio reuniu leitura lúdica, prazerosa e contextualizada de conhecimentos

O X Intercâmbio reuniu leitura lúdica, prazerosa e contextualizada de conhecimentos

30/10/2018

O Movimento de Organização Comunitária (MOC), através do Programa de Educação Contextualizada do Campo (PECONTE) realizou no dia 26 de outubro, no Centro Social Urbano, em Feira de Santana, o X Intercâmbio "Dia letivo Lúdico e Contextualizado de Conhecimentos", para conhecer e fortalecer os direitos e deveres das crianças e adolescentes do semiárido. A atividade faz parte das ações de projetos desenvolvidos pelo MOC em parceria com a Omicron, Kinder e ICEP.

Trata-se de um intercâmbio com o objetivo de proporcionar momentos e intercambiar saberes a partir das produções nas escolas e integrar as crianças de municípios com realidades diferentes, avaliar as múltiplas aprendizagens com uma metodologia de Educação Contextualizada relacionada aos direitos de crianças e adolescentes e também construir peças de comunicação, artístico e cultural sobre os Direitos da Criança e Adolescente.

“Nesse intercâmbio trabalhamos com várias crianças de diversos municípios, onde cada grupo trabalhou um direito, direito á vida e a saúde, direito á educação e cultura, direito á alimentação saudável, direito ao esporte e ao lazer e direito á cultura e as manifestações culturais e a gente teve o intuito de iniciar esse trabalho, essa discussão, para que no próximo ano, os professores possam trabalhar mais essas questões em sala de aula. O nosso objetivo principal é que as crianças e adolescentes reconheçam seus direitos e lutem por eles”, frisou Daiane Araújo (técnica PECONTE/MOC).

No evento, intercambiou os conhecimentos produzidos e avaliou as múltiplas aprendizagens das crianças e adolescentes de escolas do campo, que desenvolvem a Educação do Campo Contextualizada, direcionando com a troca e interação de realidades/municípios diferentes.

A coordenadora do Cat Maria de Fátima, do Município de Conceição do Coité, contou um pouco da sua experiência no Intercâmbio. “Participar do intercâmbio é sempre muito proveitoso, porque a gente troca conhecimentos e compartilha ideias. Podemos perceber que a educação contextualizada está dando vários resultados e a gente ver os frutos dessa educação nas nossas crianças, nos momentos em que eles estão se apresentando, mostrando que estão adquirindo conhecimentos e lutando para que se tenha um sertão cada vez mais justo”, frisou Maria .

Na programação ainda aconteceu diversas atividades lúdicas, divertidas como a Oficina de Arte e Educação, ministrada por Aline Maia, além da avaliação da aprendizagem na dimensão da educação contextualizada de acordo com os descritores oficiais da educação e com várias brincadeiras.

A professora psicopedagoga Aline Maia, contribuiu com a oficina arte e educação, trazendo músicas e integrações. “Estou aqui hoje, para dar um pouco de minha contribuição para falar sobre os direitos e deveres das crianças e adolescentes, trazendo de uma forma lúdica e dinâmica para que eles possam adquirir os conhecimentos e levem para a vida. Então, está sendo uma tarde muito proveitosa de produção, envolvimento de cada município, de cada povoado e isso é muito gratificante para todos nós. E eu espero que eu esteja contribuindo para levar além dos muros das escolas, porque nós devemos lutar pelos nossos direitos e deveres da nossa sociedade”, ressaltou Aline Maia.  


Por Alan Suzarte

Programa de Comunicação do MOC.